Outubro verde: Confira os registros que marcaram a nossa campanha contra a sífilis congênita!

14-11-18 Assessoria FAESF 0 comentário

OUTUBRO VERDE: Pelo nascimento de crianças saudáveis diga não à Sífilis!

Considerado um problema de saúde pública nos últimos 50 anos, a sífilis congênita é a bandeira da campanha Outubro Verde, um chamamento social para a eliminação da sífilis, já que temos no serviço público de saúde (SUS) as condições necessárias para diagnóstico e tratamento, de forma eficaz e de fácil acesso.
No ultimo 29 de outubro o 6º período do curso de enfermagem com muita criatividade deu tons verdes ao evento com distribuição de brindes durante a palestra que foi ministrada pelos enfermeiros do SAE/CTA de Pedreiras, Ediuene Souza e Wilson Sanches, que explanaram sobre pontos relevantes desta doença. Entre as graves complicações da sífilis congênita, estão o aborto espontâneo, natimorto, parto prematuro, má-formação do feto, surdez, cegueira, deficiência mental e óbito neonatal. O bebê pode nascer sem nenhum sinal da doença ou apresentar: baixo peso, rinite com coriza sero-sanguinolenta, prematuridade, osteocondrite, periostite, osteíte, choro ao manuseio e obstrução nasal. Esses achados podem se manifestar no nascimento ou até os dois anos de idade.
O tratamento é simples, rápido e pode proporcionar a cura do problema. O rastreamento da sífilis pode ser realizado nas UBS´s e CTA de Pedreiras gratuitamente, através do teste rápido com resultado em 15 minutos. O mesmo foi disponibilizado no dia 30 de outubro nos consultórios de enfermagem da FAESF, tendo como público alvo todos os acadêmicos dos diversos cursos. Os rastreamentos foram realizados pela professora Ariane e profissionais do CTA, Diogo Morais (Farmacêutico) Wilson Sanches e Ediuene Souza (Enfermeira e Coordenadora do Curso de Enfermagem/Faesf), e os resultados entregues pela Assistente Social Gisele Lisboa.
SAE: Serviço de Atendimento Especializado em Infecções Sexualmente Transmissíveis HIV/AIDS e Hepatites virais. CTA: Centro de Testagem e Aconselhamento.



Deixe um comentário